Início » Artigos » ARTIGO: Desafios para educação em tempo de pandemia

ARTIGO: Desafios para educação em tempo de pandemia

A Covid-19 mudou nossas vidas. Não estou falando aqui simplesmente da alteração da rotina nesses dias de isolamento, em que não podemos mais fazer nossas caminhadas diárias, ir em restaurantes preferidos, para faculdade ou escola com nossos amigos e colegas.
Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal
Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

A Covid-19 mudou nossas vidas. Não estou falando aqui simplesmente da alteração da rotina nesses dias de isolamento, em que não podemos mais fazer nossas caminhadas diárias, ir em restaurantes preferidos, para faculdade ou escola com nossos amigos e colegas. O mundo mudou, e aquele mundo (de antes do coronavírus) não existe mais. Escolas fechadas, alunos em casa, conteúdo curricular deixado para trás.

Este artigo tem como objetivo principal encontrar alternativas para que o ensino de crianças e adolescentes, não pare com o isolamento social ou quarentena. E agora?  Quais os desafios da educação em meio toda essa pandemia que virou o planeta de ponta cabeça?

A Covid-19 nos ensinou em poucos meses, o real valor de habilidades como a criatividade, comunicação, colaboração, resolução de problemas e a adaptabilidade. Professores que tinham pouco ou nenhum contato com tecnologia precisaram começar a planejar aulas mediadas por telas junto a seus coordenadores pedagógicos, ao mesmo tempo em que descobrem sobre o funcionamento de ferramentas tecnológicas. Com aulas online, surgiram novos desafios que não eram comuns nos encontros presenciais como problemas de conexão e engajamento dos alunos à distância. Mas como ficam as realidades analógicas como a do Brasil?  Esse é um dos desafios que a pandemia trouxe para governos, educadores, pais e estudantes.

Hoje o principal é entender o contexto de cada família, pois é essencial. As crianças alfabetizadas possuem autonomia para realização de atividades, mas, e as crianças menores? Preparar uma comunicação com sugestões de atividades lúdicas, indicação de materiais de apoio disponíveis em casa ou na internet (se tiver), entre outras medidas, são atitudes simples que demonstram empatia e acolhimento. Em tempos de pandemia o importante é apoiar os pais no desenvolvimento das atividades, nessa nova fase de nossas vidas. O apoio vai além do compartilhamento de técnicas pedagógicas. Atitudes simples para estimular e incentivar os pais nessa jornada são de grande valia. A comunicação entre pais e professores deve ser a ponte para o aluno aprender a distância, professor mediador, “aprender e ensinar”, reforçando a parceria escola-família.

O momento é complicado, mas de uma coisa temos certeza, logo essa pandemia vai passar, a vacina vai chegar, o distanciamento social vai terminar e então poderemos voltar as nossas atividades normais, claro, não será como antes, muita coisa pode mudar, os alunos não voltaram os mesmos, nem os professores. Poderemos voltar com um pensamento melhor do que antes tínhamos, mas estaremos juntos novamente para entrelaçar os muros que a pandemia pôs entre nós, criando novos caminhos para o processo de ensino-aprendizagem

* Priscila Aparecida S. de Oliveira, Pedagoga