Início » Notícias » Cidade » Fiscalização será intensificada no cumprimento das medidas preventivas ao Covid-19

Fiscalização será intensificada no cumprimento das medidas preventivas ao Covid-19

Trabalho conjunto entre a Fiscalização Municipal e Vigilância Sanitária, conta com apoio da Defesa Civil, Brigada Militar, Polícia Civil e Bombeiros
Marilda Partichelli
Marilda Partichelli

Com as novas determinações do Governo do Estado, em que coloca todas as cidades gaúchas em bandeira preta, o trabalho de fiscalização em Soledade será intensificado. Fiscalização Municipal e Vigilância Sanitária, com apoio da Defesa Civil, Brigada Militar, Polícia Civil e Bombeiros, devem agir no intuito de fazer com que os protocolos estabelecidos sejam cumpridos.

José Peres, da Fiscalização Municipal, destaca que esta equipe estava mobilizada desde a semana passada, por conta dos decretos que estabeleciam o fechamento do comércio, inicialmente das 22h às 5h e posteriormente das 20h às 5h. “Agora, com a instituição da bandeira preta, daremos continuidade ao trabalho que vínhamos realizando, claro, observando as novas medidas”, garante.

 

Ao longo destes dias, 6 notificações foram emitidas, em razão do descumprimento das determinações. “Não foi necessário emitir nenhum auto de infração em razão de que os locais que passamos não teve resistência, cumpriram com as orientações que passamos”, destaca Marilda Partichelli, da Vigilância Sanitária.

Com relação ao procedimento que é adotado pela fiscalização, José explica que em primeiro momento é notificado. “Em caso de reincidência, é emitido um auto de infração com aplicação de multa, cujo valor gira em torno de R$ 800,00, e a Brigada Militar lavra um termo circunstanciado, que posteriormente pode tornar-se um processo criminal”, esclarece.

Ele reforça o pedido de colaboração da população. “Muito mais importante do que a ação da força policial e fiscalização, vale a consciência das pessoas, onde todos devem se proteger para evitar o colapso nos hospitais, não ter vagas e os pacientes acabarem vindo a óbito sem ser atendidos”, pontua.

José esclarece que o grande problema não está no horário de trabalho e sim nos momentos de lazer, onde acabam ocorrendo as aglomerações. “Esperamos que tenhamos esta conscientização, uma vez que agora seremos mais criteriosos, uma vez que as determinações são mais rigorosas e nós faremos cumprir o que está nos decretos”, observa.

Por fim, Marilda informa que toda a equipe vai estar mobilizada a partir deste sábado, 27/2, trabalhando 24h. “Trabalharemos de maneira escalonada, onde os integrantes vão estar se revezando para poder fiscalizar todos os setores que são contemplados nos protocolos”, finaliza.

Para denúncias, as pessoas podem ligar para o telefone (54) 9 9950 7158 ou ainda para a Brigada Militar, através do 190.