Início » Notícias » Cidade » Confirmados dois novos óbitos em decorrência da Covid-19 em Soledade

Confirmados dois novos óbitos em decorrência da Covid-19 em Soledade

Ilustração / ClicSoledade
Ilustração / ClicSoledade

A Secretaria de Saúde de Soledade confirmou dois novos óbitos em decorrência da Covid-19 em Soledade. Trata-se de dois homens, um com 49 anos e sem comorbidades, e outro com 56 anos e com comorbidades. Com estes números o município chega a 70 mortes por causa do coronavírus.

Na atualização do boletim epidemiológico, foram confirmados 46 novos casos positivos, sendo 25 do sexo feminino e 21 masculinos. Atualmente existem 373 casos ativos em Soledade e 21 pacientes hospitalizados. No município já são 3513 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia.

F: 28, 54, 22, 12, 28, 42, 39, 38, 55, 59, 45, 67, 65, 17, 54, 36, 21, 77, 35, 48, 77, 24, 41, 23, 25.
M: 56, 63, 37, 5, 60, 48, 25, 41, 21, 48, 36, 36, 34, 2, 69, 22, 41, 36, 24, 31, 38.

Divulgação dos Monitorados

Desde a terça-feira, 08/06, o número de monitorados que constava no boletim diário da Covid-19 em Soledade, deixou de ser divulgado e gerou questionamentos e dúvidas na população, especialmente nas redes sociais.

Questionada sobre essa situação, a Secretaria de Saúde de Soledade, Edinara França, esclarece que esses dados são monitorados em cada posto de saúde. “Na verdade o que acontece é que cada bairro tem os seus monitorados, e esses são os casos positivos e mais as pessoas que estão aguardando o resultado dos testes. E esses resultados não passam tudo aqui pela central”, afirmou.

Segundo Edinara, foi adotada essa sistemática para não atrasar a divulgação do boletim diário. “Quem tem esse banco de dados é posto de saúde e como todo final de tarde a gente tem que juntar todas essas informações, acabava gerando uma demora para conseguirmos ter o dado certo para colocar no boletim. Então, para agilizar a divulgação, optamos por deixar de fora, porque tava ficando muito demorado”, pontuou.

A Secretária tranquiliza a população e reafirma que isso é apenas uma questão interna. “Até porque não muda em nada a questão dos casos ativos. As informações importantes do boletim, elas continuam estando lá”, finalizou Edinara.