Início » Notícias » Especial » Soledadense, diretor da CTZ Soluções em RH, ensina como enfrentar a crise

Soledadense, diretor da CTZ Soluções em RH, ensina como enfrentar a crise

Anselmo Cunha/Divulgação 
Anselmo Cunha/Divulgação 

A pandemia fez muitas empresas sucumbirem ou encolherem. Não foi o caso da CTZ Soluções em RH, que contratou oito novos profissionais. As novas contratações ocorreram por novos projetos conquistados com a terceirização em órgãos públicos, e em suporte técnico. Hoje a CTZ conta com 81 colaboradores contra 73 no ano passado.

Há 28 anos no mercado, a empresa busca ser uma fonte de respostas às dificuldades enfrentadas. “Além da terceirização em órgãos públicos, contamos com outros três braços: suporte técnico em informática; recursos humanos (avaliação psicológica, pesquisa de clima, entrevistas de desligamento…); consultoria (e consultoria em licitações)”, explica o diretor, o soledadense Camilo Nardon.

Para Camilo, a pandemia foi um momento de se recriar. “Não só focar na crise, mas em soluções para auxiliar outras empresas e até mesmo ampliar nossos serviços. Buscamos clientes que precisavam organizar o home office e definir como trabalhar com os colaboradores. Neste momento, estamos prontos para dar suporte às corporações, preparando-as para continuarem com o que entendemos ser a nova modalidade: forma híbrida de trabalho”, explicou.

Camilo dá dicas para enfrentar este momento de retração na economia. “É preciso se autogerenciar. O empresário, diretor, não pode ser o empegado mais caro da empresa. Ele tem que repassar tarefas e ganhar tempo para inovar”, pontua.

Segundo ele, outro ponto fundamental é a inovação. “Não basta ser mais do mesmo. Tem de buscar alternativas viáveis de como conquistar novos espaços, terceirizar, delegar. Não cabe mais ter na empresa pessoas que custam caro e cujo trabalho pode ser feito por consultoria externa. Por exemplo, informática e RH”, assinalou Camilo.

Para profissionais que estão em busca de uma vaga no mercado de trabalho, as dicas da CTZ são:

  • Mantenha o currículo atualizado, contendo informações de forma clara e objetiva. Evite textos longos, coloque período de trabalho e atividades que exercia, evite fotos e comentários pessoais
  • Cadastre-se em plataformas de divulgações de vagas
  • Procure o Sine da sua cidade, cadastre-se e veja as oportunidades regularmente
  • Procure vagas diariamente (dica final do dia), sites como Vagas Poa, Indeed, Infojobs, Catho
  • Mantenha seu LinkedIn atualizado, interaja com pessoas e busque oportunidades através dessa ferramenta
  • Utilize as redes sociais a seu favor, avalie como está o seu perfil, busque grupos de divulgação de vagas nos grupos do Facebook, siga empresas de recrutamento e seleção no Instagram e aproveite esse tempo para buscar cursos on-line, pois muitos estão sendo gratuitos

De acordo com Camilo, todo o trabalho da CTZ é personalizado. “Buscamos entender a necessidade do cliente e atendê-la. Nosso RH, por exemplo, é gerenciado por psicólogos. Então, ao realizar um recrutamento, a empresa tem, além do currículo, a visão comportamental do candidato”, conta.

Já no serviço de informática, ele relata que vai desde a manutenção do equipamento, até o backup de dados na nuvem, com plano de recuperação de desastres. “Nossa consultoria está preparada para fazer uma análise da empresa e, junto a isso, indicar caminhos e soluções, e quem sabe, preparar a empresa para as licitações, ou seja, para vender ao governo, que mesmo na crise, contrata e compra”, complementa.

Para as empresas, a principal dica é que, neste momento, além de cortar custos, importante investir no que é viável e dará resultados. “Nesse sentido, terceirizar serviços é um caminho”, finaliza.

Para saber mais sobre a empresa, visite o site clicando aqui ou o perfil no Instagram.

Do site www.vozdavizinhanca.com.br