Início » Notícias » Saúde » Estado registra menor número de mortes por covid-19 em um sábado em seis meses

Estado registra menor número de mortes por covid-19 em um sábado em seis meses

Foto: Ilustração / ClicSoledade
Foto: Ilustração / ClicSoledade
  •  O Rio Grande do Sul registrou 44 mortes por coronavírus em 24 horas
  • O número está no boletim diário divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde
  • A pasta contabiliza todas as mortes que chegaram ao seu conhecimento no período, mas elas não necessariamente ocorreram no mesmo dia

O Rio Grande do Sul registrou 44 mortes por coronavírus neste sábado (17) em um intervalo de 24 horas, o menor número de óbitos provocados pela covid e contabilizados neste dia da semana em seis meses. Desde 16 de janeiro, quando foram informadas 38 novas vítimas da pandemia, o Estado não notificava uma cifra tão baixa para um sábado.

Os períodos que costumam apresentar os patamares mais reduzidos de óbitos causados pela pandemia são o domingo e a segunda-feira, em razão da menor disponibilidade de equipes responsáveis pelas notificações durante as folgas de final de semana. Por isso, devem ser evitadas as comparações pontuais entre dias diferentes.

Quando se calcula a média de todos os sete dias anteriores, o que elimina essas discrepâncias, o dado mais recente ajuda a confirmar uma tendência de queda no registro de mortes pela pandemia no Estado. A chamada média móvel semanal chegou a 61 vítimas no sábado, igualmente um dos patamares mais baixos deste ano.

Somente em 21 de fevereiro, praticamente cinco meses atrás, foi observada uma cifra inferior à atual – média de 56 vítimas diárias naquela semana. Esses números acompanham uma tendência de recuo na ocupação de leitos clínicos e de terapia intensiva (UTIs).

Nas últimas duas semanas, conforme os dados disponíveis até as 15h, a quantidade de pacientes com diagnóstico de coronavírus em vagas de enfermaria caiu 28%. Nas UTIs, as internações relacionadas à pandemia diminuíram 24%. No meio da tarde, havia 1.166 pessoas com o vírus em leitos clínicos, e 1.170 sob terapia intensiva.

O boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), porém, ainda apresenta um patamar significativo de novos casos de covid. Em 24 horas, foram notificados 4.296 novos exames positivos, totalizando 1.270.862 casos confirmados desde o início da pandemia. A mais recente atualização elevou o acumulado de mortes por covonavírus a 32.623 vítimas no Rio Grande do Sul.

Para o epidemiologista e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Paulo Petry, a vacinação é uma das razões para o cenário recente mais favorável. O Estado já aplicou uma dose em 51% da população, e imunizou completamente 22%. Embora o mínimo estimado para cortar a transmissão do vírus seja 70% das pessoas completamente protegidas, índices inferiores já ajudam a proteger indivíduos de formas mais graves da doença.

— Temos uma questão primordial que é a vacinação. Já temos faixas etárias bem baixas sendo vacinadas — observa Petry.

O epidemiologista lembra que é fundamental manter cuidados como distanciamento social e uso de máscaras e acelerar a vacinação para evitar que a chegada de variantes do coronavírus como a Delta possam voltar a agravar o quadro da pandemia.

Da Gaúcha ZH.