Início » Notícias » Cidade » Projeto Café com a Prefeita visita a comunidade de Linha Curuçu em Soledade

Projeto Café com a Prefeita visita a comunidade de Linha Curuçu em Soledade

Iniciativa tem como propósito ouvir e levantar as demandas dos moradores. Encontro aconteceu na quinta-feira, 18/2
Divulgação / Prefeitura de Soledade
Divulgação / Prefeitura de Soledade

A Linha Curuçu foi a primeira comunidade do interior de Soledade a receber o projeto “Café com a Prefeita”, que aconteceu nesta quinta-feira, 18/2. Com objetivo de aproximar o executivo da população, através de uma gestão intersetorial, a iniciativa teve a presença da prefeita Marilda Borges Corbelini, o vice-prefeito, Sérgio Portela da Silva, bem como do secretariado.

Assim como na primeira edição, no bairro Farroupilha, o evento foi regido pela secretária da Educação Cultura e Desporto, Ádria Brum de Azambuja. A partir do enredo: o lugar que temos, o lugar que queremos e o lugar que precisamos, foi feita uma reflexão com os presentes para que possam avaliar o lugar em que estão inseridos.

“A comunidade tem como presidente um jovem, Felipe Moraes e este reúne diferentes pessoas, e está disposto a construir uma comunidade melhor. Isto dá a dimensão do que é uma Cidade Educadora, um movimento coletivo, que nos educa e educa as novas gerações”, citou a secretária Ádria.

Uma pauta muito apontada no interior, são as estradas. “Concluímos a Cerca Velha, e estamos entrando na comunidade da Linha Curuçu. Vamos procurar atender da melhor forma as demandas levantadas, atendendo dentro das propriedades e as estradas gerais e vicinais”, garantiu o secretário de Obras, Juarez Moraes.

De acordo com o vice-prefeito, Sérgio Portela da Silva, além das demandas básicas no interior, a segurança é um dos pontos a serem observados e adequados naquela região. “Precisamos dar condições de que se viva com qualidade e com segurança no interior”. Ainda lembrou que a região da Linha Curuçu é uma forte produtora de leite, tendo forte o apoio da gestão neste segmento.

A prefeita Marilda Borges Corbelini afirma que o projeto não é somente uma passagem pelas comunidades e sim um entrelaçamento do poder público com a população. “Se o interior vai bem, toda a cidade vai bem, pois sua produção é o alicerce da economia da cidade”, pontuou.

Estavam presentes na reunião, integrantes do Poder Legislativo, como os vereadores Miguel Adones de Campos e Roberto da Paixão, além de representantes da Emater e da Coagrisol.